jusbrasil.com.br
29 de Novembro de 2021
    Adicione tópicos

    3 dicas infalíveis para prevenir a inadimplência escolar

    Yuri Jackson, Advogado
    Publicado por Yuri Jackson
    ano passado

    É duro prestar um serviço de qualidade sem receber a remuneração adequada. Ainda mais duro é conviver com uma dívida que só aumenta e não poder fazer nada...

    Mas ficar parado não é opção. Uma das principais funções da administração das instituições de ensino é a gestão da inadimplência.

    Apesar da lei de anuidades escolares ter restringido as penalidades possíveis para os devedores, ela não pode impedir uma cobrança técnica e profissional, respeitando os direitos do consumidor.

    Clique aqui e veja quais penalidades não podem ser aplicadas aos devedores de mensalidades escolares.

    Para isso acontecer é preciso planejamento e execução coordenados visando manter saúde financeira da instituição de ensino.

    Seguem aqui 3 técnicas para uma boa gestão de inadimplência escolar:

    1. Planilha de custos

    Parece trivial, mas não é. Além de ser uma obrigação das instituições de ensino segundo a lei de anuidades escolares, a planilha de custos se bem executada, servirá de base para saber quais índices de inadimplência a instituição de ensino consegue tolerar.

    Uma planilha de custos que não inclua todos as despesas diretas e indiretas da instituição de ensino, além de falsear os lucros, também prejudicará todas as estratégias de combate à inadimplência.

    2. Bônus para os contratantes adimplentes

    Já é uma prática muito comum nas instituições de ensino a aplicação do desconto pontualidade. Tanto é que o tema foi alvo de debates na justiça, que considerou válida a concessão do desconto para os contratantes que pagam em dia.

    Mas além do desconto pontualidade é possível adotar estratégias diferentes.

    Por exemplo:

    ⁃ dando descontos para aqueles que parcelarem o ano em menos parcelas ou que paguem no cartão de crédito;

    ⁃ Sorteio de bolsas para aqueles que estiverem em dias com as mensalidades;

    ⁃ Oferecendo cursos extracurriculares para aqueles que pagam em dia; etc

    Enfim, mais do que punir aqueles que deixam de pagar, é preciso premiar aqueles que cumprem os compromissos.

    Clique aqui e saiba três motivos pelos quais os devedores deixam de pagar as mensalidades escolares

    3. Ter um plano de cobrança

    Sua instituição de ensino precisa de um plano de cobrança, onde será possível destacar quais atitudes e quais pessoas serão responsáveis pela negociação com seu devedor.

    É importante que essa pessoa tenha experiência com negociações e saiba como tratar seu cliente.

    Além disso é preciso que conheça bem o próprio contrato e a legislação, para não ser constrangido diante dos devedores mais hostis.

    Contar com um escritório de advocacia com expertise na área educacional para o apoio nas negociações e nos casos que necessitarem de ações judiciais será de grande valia na implementação da estratégia de cobrança das mensalidades escolares.

    Sabia que o devedor responde pela dívida com todos os seus bens? Clique aqui e saiba mais.

    CLIQUE AQUI E SIGA-NOS nas redes sociais para receber notícias e informações atualizadas sobre direitos das instituições de ensino. Para entrar em contato com o autor deste artigo acesse: https://www.yurijackson.com.br

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)